SÃO FELIPE: ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS E TÉCNICOS RECLAMAM DA FALTA DE TRANSPORTE PARA SANTO ANTÔNIO DE JESUS.

 Estudantes que cursam faculdade no período noturno em Santo Antônio de Jesus, estão reclamando da falta de transporte. Eles alegam que estão sendo prejudicados, já que é competência do município oferecer acesso a educação, além de ser um direito garantido pela constituição federal.  Em reportagem ao site JC Radialista, os estudantes relataram e denunciaram a situação vivida por eles.
   
A atual situação vivenciada pelos universitários e de cursos técnicos sanfelipenses que estudam na cidade de Santo Antônio de Jesus é caótica, agravada pela falta de transporte público, que os conduzam as faculdades, universidades e centros de formação profissional. Muitos estudantes migraram para a cidade de Santo Antônio de Jesus, devido à falta de transporte público enquanto outros convivem diariamente em um fluxo pendular (vai e volta) arriscando suas vidas, na incerteza de um transporte público, nos turnos matutino, vespertino e o caso mais crítico no turno noturno, onde suas chegadas e retornos das faculdades, universidades e centros de formação profissional (Santo Antônio de Jesus) tornam-se a cada dia uma via-sacra bastante dolorosa.

Desde os primeiros estudantes a frequentarem cursos e universidades em Santo Antônio de Jesus, sempre foi contada por eles com a solidariedade e auxilio da Prefeitura Municipal de Conceição do Almeida, a quem externam agradecimentos e votos de estima e consideração, que fornecem transporte gratuito de forma incondicional a todos os estudantes para as cidades de Santo Antônio de Jesus (tarde e noite), Governador Mangabeira (noite) e Cruz das Almas (tarde e noite), inclusive para os moradores de São Felipe. Em casos extremos houve a junção de moradores (estudantes) de São Felipe com moradores (estudantes) de Conceição do Almeida para fretar um veículo que os conduzissem até a cidade de Santo Antônio de Jesus (faculdade e curso técnico).

A Secretaria Municipal de Educação de São Felipe foi procurada por um dos universitários, onde foram expostas as demandas e necessidades de tais estudantes, por mais uma vez, tendo em vista que esta não seria a primeira oportunidade que a necessidade de um transporte público teria sido pleiteada junto a Secretária, buscando assim terem os seus direitos constitucionais assegurados. Segundo os estudantes, o secretário de educação informou que “não é minha obrigação colocar transporte para vocês!”, questionado sobre o transporte público que é disponibilizado para a cidade de Cruz das Almas e Governador Mangabeira, no turno noturno, ele respondeu “para lá tem porque o número de universitários é maior”; quando outra vez indagado se o direito ao acesso a educação, utilizando transporte público, estava condicionada a quantidade de estudantes (universitários e cursos técnicos), nada foi respondido pelo mesmo, não satisfeito ainda foi colocada a seguinte frase pelo secretario de educação “quando eu estudava tive que ralar muito, mim virar, pagar carro e sair de São Felipe de madrugada, vocês também precisam passar pelo mesmo para dá valor”. E foi respondido pelo universitário que os tempos mudaram. Para encurtar conversa o secretário pediu que procurassem o prefeito porque sem a ajuda dele não poderia resolver nada.

Segundo os estudantes, em conversa com o Prefeito, explicitaram toda a situação e a posição citada pelo Secretário de Educação, onde foram questionados o porquê não estudavam em uma dessas cidades (Governador Mangabeira e Cruz das Almas), quantidade de estudantes, em quem havia votado nas ultimas eleições, se havia alguém entre os estudantes que possuía carro. Alegou também que é obrigação da Prefeitura de Conceição do Almeida conduzi-los para Santo Antônio de Jesus, tendo em vista que o Município de São Felipe levava para Cruz das Almas e Governador Mangabeira alguns alunos da localidade da Madalena e São Francisco da Mombaça, ambos pertencentes a Conceição do Almeida.  Prometendo manter contato com a Secretaria de Educação, começando assim e com isso começou o jogo de empurra-empurra para saber de quem seria a competência para disponibilizar o transporte público para os universitários que estudam em Santo Antônio de Jesus.

Sem solução, os Estudantes se deslocaram para a cidade de Conceição do Almeida, onde passaram a situação para a Secretária de Educação, que recebeu os estudantes, ouviu e pontuou todas as demandas e não exitou em momento algum em dizer que não iria poupar esforços, mesmo com todas as dificuldades, para solucionar o problema e promover transporte gratuito e de qualidade para todos os estudantes de Conceição do Almeida, incluindo também os universitários de São Felipe, que fazem o uso daquele transporte público, independente de pertencer a outro município. Mesmo no seu estado crítico de superlotação, os estudantes receberam um requerimento onde permitia o acesso ao transporte. 

Estima-se hoje que haja existam pouco mais de 20 (vinte) alunos universitários e de cursos técnicos estudando na cidade de Santo Antônio de Jesus, dentre eles os que migraram para aquela cidade, pagam alugueis caríssimos de quitinetes, sem nenhum conforto, porque o Município de São Felipe não disponibiliza aos universitários o transporte público. 


"Ante aos fatos que foram expostos durante toda a matéria e demais interpretações que podem ser feitas conclamamos a sociedade civil (estudantes universitários ou não, professores, profissionais da educação, operadores do direito e todos defendem um acesso de qualidade a educação) para que entrem nesta luta conosco. São os nossos futuros que estão em jogo e de todos os que desejam ampliarem seus conhecimentos e como já foi escrito pelo filosofo Platão em seu principal obra, A República, através do mito da caverna “abrirem os olhos para saírem das trevas por meio do conhecimento”, todos juntem-se a nós. Aos responsáveis pela aplicação de políticas públicas afirmativas devem fazer uso da justiça distributiva, tratando de forma diferente, promovendo acesso à educação, em especial na disponibilização de transporte público, para todos os que buscam ampliar seus conhecimentos através da ciência acadêmica. Para os nossos governantes, incluindo os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público, deixamos aqui mais uma vez o nosso apelo, queremos apenas ter direito a conclusão do nosso curso de ensino superior com qualidade, sem expor nossas vidas a riscos ou perigos, incertezas, frustrações, medos e tantas outras coisas que podem surgir como reflexo desta falta de um transporte público. Queremos um transporte público de qualidade que nos leve e nos traga para a faculdade em Santo Antônio de Jesus todos os dias. Deixamos aqui um forte abraço e votos de estima e consideração a todos que nos ajudaram a escrever e a todos que lerem está matéria, aos que se sensibilizaram com nossa causa e aos que também não se uniram a nós em defesa de um acesso (transporte público) de qualidade a ensino superior."


Informações JCRadialista
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.