SAPEAÇU: AVÔ ACUSADO DE ABUSAR NETO DE 3 ANOS CONTINUA IMPUNE, DIZ PAI QUE PEDE POR JUSTIÇA.

A barbárie aconteceu na cidade de Sapeaçu. O pai da criança, que preferiu não se identificar, em entrevista à Rádio Andaiá FM relatou que a criança foi abusada sexualmente pelo avô. Segundo o denunciante o caso ocorreu há cinco meses “eu precisei viajar para o Maranhão e minha esposa foi morar com ele que é avô padrasto do menino e acabou cometendo esse ato”, comenta. Ainda de acordo com o gestor, já foi feito um boletim de ocorrência mais que nada foi feito a respeito. Disse ainda que o exame de corpo de delito foi realizado “os exames já foram comprovados, já tem 5 meses, o delegado fica dando desculpas e não fecha o inquérito”, disse. O pai da criança acrescentou que o segundo o delegado precisava ouvir outras pessoas que diziam ter sido vítima do acusado,  “mais que criança que vai falar?” questiona o pai.

O entrevistado afirmou que a própria criança relatou o ocorrido, ''Meu filho foi passar um final de semana com o avô e o tratou com indiferença, questionado porque ele não queria ficar e nem dormir vovô, o garoto disse  que o padrasto havia mordido e tinha colocado  o dedo nas partes íntimas dele. Indignado com a situação o pai continuou dizendo que fora tomar satisfação com o acusado e chagaram as vias de fato “na segunda fui a Sapeaçú, discutimos e dei um murro na cara dele. Fui à delegacia prestar queixa, fiz a denuncia. O delegado era para fazer as averiguações e prender ele”, diz.

Durante a entrevista o gestor informou que o suspeito tem 52 anos e não tinha passagem pela polícia.  E as informações são de que ele mora na zona rural do município agora e continua recebendo visitas de crianças. “A cidade não sabe do fato do ocorrido porque foi pedido pelo delegado sigilo no caso,” relata. O pai continuou dizendo que a promotora só está aguardando o material de inquérito para pedir a prisão do acusado. “Vou procurar o Ministério Público, se eu fizesse uma besteira logo ia preso, mais eu preferi pela justiça e sei que assim não vai ficar. Se a justiça não resolver eu resolvo”, conclui.

Reportagem: Vozdabahia
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Comentar no site
    Comentar no Facebook

1 comentários:

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.