EX-PREFEITO DE GOVERNADOR MANGABEIRA QUESTIONA AÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

      Acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) por improbidade administrativa, o ex-prefeito de Governador Mangabeira Antônio Pereira questionou a ação ajuizada pelo órgão e disse confiar no arquivamento do processo pelo juiz designado para tratar do caso. “Já vão usando a palavra conluio e gastos exorbitantes, quando não houve, esperaram seis anos para apresentar a denúncia à Justiça Federal, pois o prazo expiraria em 31 de dezembro de 2013. Durante este período, nunca fui procurado para prestar qualquer esclarecimento. Agimos de acordo com a lei, fizemos todos os remanejamentos de verbas indicados e corrigimos as eventuais falhas de pequena monta, sem provocar nenhum prejuízo ao erário”, afirmou o ex-gestor em nota enviada ao Bahia Notícias. Sobre uma das acusações – de que teria adquirido medicamentos com preços superiores aos que foram licitados – o ex-prefeito afirmou que “ao final do ano a diferença na aquisição de medicamentos deu uma diferença de R$ 1.003,98”. “É brincadeira, né? Apesar do setor de compras ter falhado ao aceitar a nota fiscal do fornecedor com valor divergente do licitado, imagine?”, acrescentou. Pereira também afirmou que a dispensa de licitação para compras em laboratórios do governo federal, no valor de R$ 9.608,50 , foi legal “mesmo que os auditores da CGU e o Promotor não entendam assim”. (Bahia Notícias)
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.