ESCÂNDALO: FOTOS DE GAROTAS DE CONCEIÇÃO DO ALMEIDA SEMI NUAS CIRCULAM NAS REDES SOCIAIS.

Imagem Ilustrativa.
Mais um caso de divulgações de fotos de jovens semi nuas circulam nas redes sociais. Desta vez, jovens de Conceição do Almeida, tiveram suas fotos divulgadas e espalhadas no Whatsapp, aplicativo de troca de mensagens e arquivos em tempo real via celular.

Casos de divulgação de fotos íntimas na internet tem sido frequentes com a expansão das redes sociais, principalmente o facebook e o whatssap, usado em aparelhos portáteis. Recentemente, fotos de adolescentes de Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas circularam pelas redes sociais, onde as jovens apareciam completamente nuas e em posições sensuais. Em Conceição do Almeida o caso se repetiu com um grupo de jovens. Não se sabe quem e como as fotos foram parar na internet. As fotos se espalharam rapidamente e caíram na rede, trazendo grandes transtornos para as adolescentes, que segundo informações são menores de idade. A Polícia está investigando o caso e os autores das divulgações poderão ser punidos.

As autoridades e especialistas em seguranças na rede continuamente alertam para os riscos associados com as novas tecnologias. Algumas dicas podem ser tomadas para evitar esses tipos de acontecimentos que podem trazer consequências graves, como abalo psicológico, suicídios e até prisões dos autores.

Dicas:
  • Evite capturar imagens de conteúdos prejudiciais à sua pessoa e, especialmente, conteúdo sexual.
  • Não transmita conteúdos íntimos via aplicativos móveis e redes sociais e se receber não armazene em telefones celulares e computadores.
  • Evite fotos comprometedoras e vídeos, mas se registrou, apague.
  • Fotos apagadas em cartão de memória de câmeras podem ser recuperadas.
  • Ao apagar um conteúdo ver se não há cópia de segurança deles.
  • Lembre-se: uma vez que você compartilha um arquivo ou envia a uma rede, você não tem mais controle sobre ele.
  • Se você receber um arquivo com conteúdo íntimo, você deve informar imediatamente aos pais ou autoridades e não espalhar nas redes sociais.
De acordo com a Lei, pessoas que produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente, podem ser caracterizado como crime e pegar de 4 (quatro) a 8 (oito) anos de reclusão, além de multa. Essa grave forma de violência sexual está tipificada nos artigos 240 e 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente. 
Fala Recôncavo!
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.