São confirmados cinco casos da febre Chinkungunya na Bahia.


A nova ameaça brasileira chegou na Bahia. Cinco casos da febre Chinkungunya foram confirmados em Feira de Santana, na Bahia, segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) na manhã desta sexta-feira (19). 16 amostras dos possíveis casos foram escolhidos e encaminhados, para análise, ao Instituto Evandro Chagas, em Belém. Dos 16 casos, cinco foram confirmados como Chinkungunya e os outros 11 foram descartados. 

Nesta terça-feira (16), os dois primeiros casos de transmissão de Chinkungunya dentro do Brasil foram confirmados e divulgados pelo Ministério da Saúde. Um homem de 53 anos e a filha, de 31 anos, que morava em Oiapoque, no Amapá. O vírus é transmitido pelo mesmo mosquito que o da dengue, o Aedes aegypti. Os sintomas também são os mesmos: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações e podem durar de três a dez dias. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, a doença é menos grave que a dengue e o paciente costuma ser tratado em casa.

É possível prevenir o vírus, combatendo à proliferação dos mosquitos transmissores. As recomendações são as mesmas já conhecidas para o combate à dengue: evitar água parada em baldes, vasos de plantas, ralos e outros recipientes. (Fonte:Metro 1)
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.