Vigilância Epidemiológica intensifica campanha de prevenção contra a febre chikungunya em Conceição do Almeida.


A Secretaria Municipal de Saúde de Conceição do Almeida, através da Vigilância Epidemiológica mobiliza Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, no apoio ao plano de contingência, prevenção e enfrentamento à febre chikungunya. Mesmo não registrando casos da febre chikungunya no município, a Secretaria de Saúde adotou uma série de medidas preventivas para o controle dos mosquitos, como capacitação dos agentes comunitários e profissionais da saúde. 

A orientação da Vigilância Epidemiológica é para que a população fique alerta a sintomas como febre súbita muito alta, dor muito forte nas articulações, dores de cabeça e manchas na pele. A doença tem um índice de letalidade muito inferior ao da dengue. A medida básica de prevenção da chikungunya é o combate aos mosquitos transmissores, com combate aos focos mantendo fechado todo recipiente que armazene água. A Febre Chikungunya é transmitido através do mosquito Aedes Aegypti, responsável também pela transmissão da dengue. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Conceição do Almeida, Ariane Fróes, ressaltou que a equipe da saúde já está sob alerta e já montou uma estratégia para conter a evolução da febre chikungunya, caso venha a se manifestar no município. "Estamos reforçando as equipes, capacitando os nossos Agentes de Saúde, Agentes de Endemias, enfermeiros e outros profissionais da saúde, para orientar a população a manter limpo os quintais,  evitar água parada e conscientiza-los nos cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que é o mesmo transmissor da febre Chikungunya.", pontuou.

A Secretária Municipal de Saúde de Conceição do Almeida, Milian Silva, tranquilizou a população e disse que as medidas que estão sendo tomadas é de apenas prevenção. "Não há nenhum caso da febre registrada aqui em Conceição do Almeida, mas os trabalhos de integração e ações focadas no combate e prevenção à febre chikungunya já estão sendo executadas através da vigilância epidemiológica, com campanhas de sensibilização, orientação e informação junto à comunidade para eliminar os focos do mosquitos, ajudando no combate à doença." disse.

Dados oficiais divulgados pela Secretaria da Saúde da Bahia (SESAB),  subiu para 22 o número de cidades baianas com suspeitas de casos da febre Chikungunya, onde a cidade de Feira de Santana lidera o número de casos com 762 notificações e 156 casos confirmados. Algumas cidades do Recôncavo Baiano como Castro Alves, Santo Antônio de Jesus e São Felipe, já tiveram, cada uma delas, com um caso notificado.(ASCOM/PMCA)
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.