Conceição do Almeida: População ocupa Câmara em protesto ao reajuste salarial dos vereadores.


Moradores do município de Conceição do Almeida ocuparam o plenário da Câmara Municipal de Vereadores na noite desta segunda-feira (28), em protesto ao reajuste dos salários dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários aprovados e sancionados nas últimas semanas. População pede revogação do aumento abusivo e redução nos salários dos políticos do município, inclusive dos vereadores. 

Apresentada, votada e aprovada pelos edis e sancionada pelo prefeito municipal em setembro, dias antes das eleições municipais, a PL nº537/2016 e a PL nº536/2016 garantiram o reajuste nos salários de vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários para a próxima legislatura 2017/2020. Pelo projeto, os salários dos vereadores aumentariam de R$ 4.900,00 (Quatro mil e novecentos reais) para R$ 7.200,00 (Sete mil e duzentos reais), o salário do prefeito aumentaria de R$ 14.000,00 (Quatorze mil reais) para R$15.000,00 (Quinze mil reais), vice-prefeito de R$ 7.000,00 (Sete mil reais) para R$ 7.500,00 (Sete mil e quinhentos reais) e secretários de 4.270,00 (Quatro mil e duzentos e setenta reais) para R$ 6.000,00 (Seis mil reais), todos os aumentos considerados abusivos pela maioria da população de Conceição do Almeida que se fizeram presentes em grande ato no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores.

Durante a sessão, alguns moradores usaram a tribuna da câmara, em espaço cedido pelos vereadores, para manifestarem contra o aumento nos subsídios e a redução dos salários, propondo a revogação imediata do Projeto de Lei nº537/2016 e nº536/2016. Embora os manifestantes reconheçam que o reajuste seja amparado pela legislação, o aumento salarial é considerado imoral e abusivo para o momento de crise que vive o país e principalmente o município de Conceição do Almeida, com apenas 17 mil habitantes. Um abaixo assinado está sendo feito por moradores para exigirem a revogação dos aumentos salariais dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários para a próxima legislatura 2017/2020, além de propor a redução dos respectivos salários na seguinte condição: Prefeito R$  10.000,00; Vice-prefeito R$ 5.000,00; Secretários R$ 4.000,00 e Vereadores R$ 1.200,00. O movimento tomou às ruas de Conceição do Almeida e nas próximas semanas se intensificará ainda mais.

Dos 11 vereadores, apenas 6 compareceram na sessão desta segunda-feira. O Presidente da Câmara Romildo Nascimento, vereador Nino de Osaná, Sandro de Uzeda, Lui Almeida, Dilson da Muritibinha e Coro. Os vereadores Janffree Ambrosi, Luzia da Saúde, Antônio Rodrigues, Dio Neiva e Dolfo Coni não compareceram a sessão. (Fala Recôncavo)
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Comentar no site
    Comentar no Facebook

1 comentários:

  1. Boa noite meus caros. Se o País passa por transformações de corrupção do atual Governo Golpista. Espero q os novos e reeleitos Vereadores, c o Prefeito e seus Secretários possam de alguma forma revogar essa irresponsável aprovação.

    ResponderExcluir

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.