Conceição do Almeida entra na lista de municípios em situação de emergência devido a estiagem.

Cento e seis municípios baianos tiveram situação de emergência reconhecida pelo governo federal devido à falta de chuvas no estado. O decreto de reconhecimento foi publicado, nesta sexta, no Diário Oficial da União pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional.

Inicialmente, o Governo do Estado da Bahia publicou no Diário Oficial do Estado, o decreto de situação de emergência por estiagem em mais 106 municípios baianos pelo período de 180 dias, sendo agora reconhecido pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional. Os baixos índices pluviométricos registrados nos últimos seis anos, que estão afetando quase a totalidade do estado, foram levados em consideração pelo governador Rui Costa para assinar o decreto, fundamentado no Art. 1º da Instrução Normativa Nº 02 do Ministério da Integração Nacional. 

Segundo o governo, a escassez das chuvas tem comprometido a regularidade no fornecimento de água potável e provocado graves prejuízos às atividades produtivas, principalmente à agricultura e à pecuária. Conforme o decreto, que passou pela análise da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), todos os órgãos estaduais devem participar de ações com o objetivo de buscar soluções para restabelecer a normalidade e preservar o bem-estar da população. Com os outros 115 municípios que já haviam sido homologados pelo Governo do Estado, a Bahia passa a ter mais da metade dos seus municípios em situação de emergência por estiagem, totalizando 221 cidades.

Com o reconhecimento da situação de emergência, os gestores podem solicitar apoio do governo federal para “ações de socorro, assistência à população e restabelecimento de serviços essenciais”. Além disso, os municípios terão direito a outros benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura para a retomada de atividades econômicas nas regiões afetadas pela seca e poderão receber o serviço de fornecimento de água potável, pela Operação Carro-Pipa Federal.

Mesmo com os trabalhos de extensão de rede de água iniciado em 2013, beneficiando 16 localidades rurais, tornando-se a maior ação de melhorias no abastecimento de água dos últimos 15 anos no município de Conceição do Almeida, a escassez das chuvas tem comprometido a regularidade no fornecimento de água potável em diversas localidades rurais do município. Importante lembar que nós últimos 4 anos foram investidos mais de R$ 1.731.144,14 em obras de extensão de rede de água em Conceição do Almeida, totalizando 65 Km de extensão, 890 ligações e beneficiando mais 3.560 de moradores da zona rural que não tinham água encanada em suas residências que passaram a ter.(Correio/ODia)
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.