Pais de estudantes cobram distribuição de kit alimentação escolar em Conceição do Almeida.

Foto reprodução
Pais de estudantes que compõem a rede municipal de ensino de Conceição do Almeida, município do Recôncavo Baiano, vem cobrando a secretaria de educação, para que faça a distribuição de kits de merenda durante a pandemia. Desde a paralisação da pandemia, em março deste ano, apenas um kit de alimentação foi distribuído após a manifestação do Ministério Público.

O Ministério da Educação, através do FNDE, autorizou, em caráter excepcional, a distribuição de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica. A medida ficará vigente enquanto durar o período de suspensão das aulas em razão de situação de emergência ou calamidade pública, resultante da pandemia do coronavírus. 

Mesmo com os recursos enviados para todos os municípios por meio do PNAE, apenas uma mini cesta básica foi distribuída em maio. Até esta sexta-feira (18/06) os estudantes ainda não receberam o segundo kit que têm direito por conta da pandemia do novo coronavírus, que impediu o prosseguimento das aulas desde o mês de março, o que vem sendo questionado pelos pais, já que em março, abril, maio e junho a secretaria de educação recebeu essa verba. As cidades vizinhas, a exemplo de São Felipe, já estão em sua terceira distribuição de kits alimentações com recursos oriundos do PNAE, assim como Sapeaçu, Cruz das Almas, dentre outras que compõe a região do recôncavo.

Em 11 de maio, a prefeitura de Conceição do Almeida, através da secretaria de educação, fizeram a entrega de 1.784 kits de alimentação escolar após o Ministério Público publicar portaria em 04 de maio, relativa ao acompanhamento de políticas públicas, tendo por objeto fiscalizar e acompanhar as providencias adotas pelo Município de Conceição do Almeida, referentes ao fornecimento de alimentação escolar durante o período de fechamento das escolas públicas municipais, bem como supervisionar as medidas de segurança implementadas no tocante à prevenção ao coronavírus COVID-19 durante as ações, observando, ainda, a fonte dos recursos utilizados para tal desiderato.

Foto reprodução

Uma das mães vem fazendo cobranças à distribuição dos kits que em 3 meses de pandemia, somente uma foi entregue até o momento. “Com essa pandemia, ficamos sem emprego e com criança em casa aumentam o consumo de comida. Imagina quem tem duas crianças e está desempregada com esse coronavirus? Se nossos filhos não estão indo a escola e o governo manda todo mês o dinheiro pra merenda deles, que seja pra eles", desabafou uma mãe que tem 02 filhos e depende do Bolsa Família para sobreviver. (Olá Bahia!)

FIQUE LIGADO NAS NOTÍCIAS DE CONCEIÇÃO DO ALMEIDA E REGIÃO.

Receba essa e outras notícias gratuitamente em seu celular. É fácil e rápido! Adicione nosso Whatsapp: (71) 8789-9401 na sua agenda telefônica e nos enviei uma mensagem confirmando que deseja receber nossas notícias direto em seu celular! Junte-se a nós! 


Venha contribuir com o Portal de Notícias que mais cresce no Recôncavo Baiano!!
Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.