Preço do gás de cozinha aumenta pela 8ª vez em 2021.

Foto reprodução

O gás de cozinha já está custando 7% mais caro para os consumidores desde a quarta-feira, 1º de setembro, devido a um ajuste feito pelas distribuidoras do produto.

O novo percentual foi estabelecido pelas distribuidoras de GLP, conforme afirmado pelo presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (Asmirg), Alexandre Borjaili. Mas ao que tudo indica, os consumidores devem preparar o bolso, porque esta não será a única alteração no preço do botijão de gás. Na oportunidade, o presidente da Asmirg explicou que esta atualização foi necessária em virtude do conflito de interesses da categoria somado à inflação. 

Em entrevista ao Estadão, Borjaili ainda disse sobre especulações de um aumento também no combustível por parte da Petrobras. Este outro reajuste está previsto para acontecer já no início deste mês de setembro. Lembrando que os ajustes no combustível já acumulam um índice de 38% de janeiro até agora.

O aumento constante no preço do botijão de gás se tornou pauta de preocupações constantes, sobretudo na gestão do governo de Jair Bolsonaro. O preço médio cobrado pelo botijão de gás de 13 kg gira em torno de R$ 93,65 a R$ 130 em determinadas localidades. (RDR)

Compartilhar no Google Plus

Por: Fala Recôncavo!

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

O PORTAL FALA RECÔNCAVO NÃO SE RESPONSABILIZA POR OPINIÕES EMITIDAS POR TERCEIROS NESTE ESPAÇO, MAS INFORMA QUE COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE EXPONHA PESSOAS,ENTIDADES OU EMPRESAS SERÃO EXCLUÍDOS

* OS COMENTÁRIOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DESTE BLOG,OS MESMOS DEVERÃO SER IDENTIFICADOS PARA SEREM ACEITOS, SEJA QUAL FOR O SEU TEOR.